Não Existe Oração Arminiana


Pregador: C. H. Spurgeon (interpretado por Josemar Bessa)




Fonte: [ Internautas Cristãos ]
.
Imprimir ou salvar em PDF

4 comentários

Gostaria de saber a fonte desse texto e o seu contexto.

De qualquer forma, exalta-se novamente a interpretação particular da graça de uma das duas correntes.

Existe tanta coisa para a cristandade ser e fazer para gastar tanto tempo em questões secundárias.

Dou graças porque já ultrapassei essa fase. Se esta é calvinista, arminiana ou outrem, não veda o acesso à fonte dela - a graça.

Responder

Um "arminiano" cristão que também é bereiano jamais acreditaria nisso e oraria dessa forma - somente calvinistas fanáticos acreditam nesta supósta implicação! Outra coisa; ser arminiano não significa coadunar com o teísmo abertista e relacional - somente os calvinistas/monergistas fanáticos estão enxergando esta falsa relação!

Abracemos o calvinismo extremado e diversos conceitos bíblicos fundamentais caem por terra!(P.X. amor, justiça, pecado, responsabilidade, juízo, fé, etc, etc.

Abraços
souteologico.blogspot.com
arminianismo.com

Responder

Os arministas, que são a maioria dos evangélicos brasileiros, não desprezam a Soberania de Deus, mas, compreende a grande verdade bíblica de que temos responsabilidades, e de que essa responsabilidade é originária em Deus, sem a qual a responsabilidade torna-se legalismo e obras da carne.
Spurgeon, somente via sob um prisma!! Esquecendo-se de ver panoramicamente.
O próprio fato da oração já é uma responsabilidade, uma atitude!
Ou não ???!!!
Deus não fez robôs! Mas, livres!! Livres para adorá-Lo. E,quando Ele pede verdadeira adoração, implica em desprendimento, na qual o livre arbítrio está envolvido! Livres para escolher Adorá-Lo.

Viva a Liberdade com a qual Cristo nos libertou!

Responder

O que querem dizer sobre essa liberdade de poder ou não adorar o Senhor? Ora, nos tornamos livres sim, do pecado; mas se realmente novas criaturas a liberdade para fazer o que bem queremos não é bem assim como os defensores do famigerado livre-arbítrio reivindicam. At 16:6-10 mandou o livre-arbítrio de Paulo e Silas às favas.Somos ou não somos escravos do Senhor? Se somos, que raio de livre-arbítrio é esse tão apaixonadamente reivindicado pelos arminianos?

Responder

Postar um comentário

Política de moderação de comentários:

1 - Poste somente o necessário. Se quiser colocar estudos, artigos ou textos grandes, mande para nós por e-mail: bereianos@hotmail.com

2 - A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Comentários com conteúdo ofensivo não serão publicados, pois debatemos idéias, não pessoas. Discordar não é problema, visto que na maioria das vezes redunda em edificação e aprendizado. Contudo, discorde com educação e respeito.

3 - Comentários de "anônimos" não serão necessariamente postados. Procure sempre colocar seu nome no final de seus comentários (caso não tenha uma conta Google com o seu nome) para que seja garantido o seu direito democrático neste blog. Lembre-se: você é responsável direto pelo que escreve.

4 - A aprovação de seu comentário seguirá os nossos critérios. O Blog Bereianos tem por objetivo à edificação e instrução. Comentários que não seguirem as regras acima e estiver fora do contexto do blog, não serão publicados.

Para mais informações, clique aqui!

Blog Bereianos!