Há mais poder nas trevas ou na luz?

.


Ontem passando em frente ao Mercado Público de minha cidade observei a organização de um “evento cultural” que acontece ali, nessa mesma época do ano, há pelo menos 14 anos, trata-se da “semana da umbanda e da cultura afro”. Sim, há quase uma década e meia, todos os anos, no mês de novembro, lá estão eles... e nós?

Nós passamos por aquele mesmo lugar um mês atrás, há pelos menos uma década fazemos isso todo ano, exceto por um ano, em que tivemos que adiar o dia da marcha pois eles já haviam reservado o espaço antes, e seguindo um dos incisos do art. 5º da CF/88, precisamos esperar mais uma semana, para que? Hora! Para marchar é claro.

Pois bem, passa ano, mês, marcha, novelas da Globo e é sempre a mesma coisa... profetiza-se: “O lugar que colocarmos a planta de nossos pés nessa marcha será nooooosso!” A frente da Prefeitura de Porto Alegre, local tradicional de saídas da marcha ainda é mais utilizado por ciganas cartomantes e meninos viciados em crack do que por evangélicos. “Declaramos no “mundo espiritual” que satanás não tem poder sobre este lugar!” Apesar disso, todo ano, no mês seguinte, na semana seguinte, ou até no final de semana seguinte, lá estão eles, na semana da umbanda... o que está acontecendo? As trevas estão mais fortes que a luz? Deus está tendo dificuldades para manter satanás na linha? Os crentes estão orando pouco?... é isso, estão orando pouco... também.

Vejamos, não faltam eventos gospel, ministrações de avivamento (afinal o que está morto precisa ser reavivado) e determinações no mundo espiritual, que às vezes lembra um pouco Matrix, um lugar onde acontece uma série de batalhas virtuais para que o mundo seja salvo... então podemos dizer que sim, o crente ora... ora pela prosperidade, ora pela salvação de suas dívidas, ora pelo novo emprego de seu filho, ora pelo carro novo mas que não tem seguro... quanto ao resto essas declarações e determinações não tem surtido nenhum efeito aparente.

Em Isaías 55.11 disse Deus: a Palavra que sair da minha boca se cumprirá como eu determinei, ela não voltará para mim sem cumprir aquilo que Eu determinei... hum, o que Deus determinou nem sempre é o que nós determinamos e aí está um, apenas um dos muitos problemas. Determinamos sem consultar nosso Senhor, determinamos por nós mesmos, nós determinamos e não Deus, nossas profecias são de nossa boca, não da boca do Senhor; nossa palavra não tem o mesmo poder das palavras de Deus, elas seguidamente voltam vazias, seguidamente não cumprem aquilo que desejávamos... não é só falta de fé... é simplesmente falta de poder na Palavra e o principal, desconhecemos o Deus da Palavra... isso não pertence a nós, esse poder pertence ao Senhor. A palavra Dele é que criou o mundo, não a nossa.

Estamos vivendo um tempo em que ajuntam-se aos montes falsos líderes e cegas ovelhas que num contrato perfeito e sem falhas, apóiam-se mutuamente para continuar a enganar e ser enganados. Os primeiros determinam, declaram, profetizam, fazem atos proféticos e danças apostólicas... os segundos, aplaudem e esquecem; sim, eles esquecem, pois se guardassem cada palavra dita no púlpito de suas igrejas, televisores e rádios por pelo menos 30 dias, poucos pastores ainda estariam em suas funções. Quando um pastor falha em suas profecias, seus atos e suas determinações no mundo espiritual o erro cai sobre as ovelhas, que cegas, mas felizes (povo marcado, mas feliz), aceitam que o problema são elas e não o seu pastor, que não as alimenta com pasto novo, apenas as entope com palha seca.

Não creio que mais dez anos de profetadas na Marcha para Jesus, aqui ou em qualquer outro lugar vá mudar o mundo, creio na Palavra de Deus. Não espero por um grande avivamento no mundo, pelo contrário, creio no Cristo disse: “Quando porém vier o Filho do homem, porventura achará fé na terra?” (Lc 18.8) ou ainda, conforme o que escreveu o apóstolo Paulo: “Mas o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios;” (1 Tm 4.1). Pois nos últimos dias, o amor de muitos esfriará (Mt 24.12).

Então não, definitivamente não espero por um grande avivamento... pois são poucos os que vão passar pela estreita porta depois de terem passado pelo estreito caminho.

Pense nisso.


Autor: Daniel Clós Cesar
Contatos:
daniel.clos@gmail.com

.
Imprimir ou salvar em PDF

2 comentários

Acredito que: Está mais para diminuir, tendo em vista o texto: Porventura achará fé na terra??? Que Deus tenha misericórdia de nossas vidas, e que façamos a obra de Deus por ele e não pra alimentar o nosso ego.

Responder

Aqui em Sampa tambem acontece isso.
O apostolo profetiza a mudança da cidade e tudo continua igualzinho... Igualzinho ou pior...


Seria ele um falso profeta?
Suas profecias são para um futuro muitooooooooooooooo distante?
A mudança profetizada seria para pior?
APenas frases de efeito para agradar o povão que não avalia nada?


Laudinei
http://exemplobereano.blogspot.com/

Responder

Postar um comentário

Política de moderação de comentários:

1 - Poste somente o necessário. Se quiser colocar estudos, artigos ou textos grandes, mande para nós por e-mail: bereianos@hotmail.com

2 - A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Comentários com conteúdo ofensivo não serão publicados, pois debatemos idéias, não pessoas. Discordar não é problema, visto que na maioria das vezes redunda em edificação e aprendizado. Contudo, discorde com educação e respeito.

3 - Comentários de "anônimos" não serão necessariamente postados. Procure sempre colocar seu nome no final de seus comentários (caso não tenha uma conta Google com o seu nome) para que seja garantido o seu direito democrático neste blog. Lembre-se: você é responsável direto pelo que escreve.

4 - A aprovação de seu comentário seguirá os nossos critérios. O Blog Bereianos tem por objetivo à edificação e instrução. Comentários que não seguirem as regras acima e estiver fora do contexto do blog, não serão publicados.

Para mais informações, clique aqui!

Blog Bereianos!